mascote.png

Vol. 13, Nº 58, outubro/2022

AOS LEITORES

Tudo bem com você? Esperamos que sim. Esta edição te convida a fazer algumas reflexões sobre o nosso país, vale a pena ver o trabalho dos 6ºs ano do Cepae/UFG e pensar em como pode contribuir para que o Brasil seja melhor. E, mais, um desenho coletivo pode virar histórias criativas e divertidas. Essa é também uma boa ideia para colocar em prática com os amigos e colegas... Aproveite a dica de filme apresentada, mais de 100 anos de existência, um clássico genial criado por Charles Chaplin, inclusive a trilha sonora.  E o livro indicado, hein? Uma gostosura...
Aproveite  o Folhinha e até a próxima edição!

CANTINHO DE LEITURA

Baseado no capítulo "Desenho fantástico" do livro ''Gramática da Fantasia'' de Gianni Rodari a produção de texto dos alunos foi por meio de um desenho feito por muitas mãos. Cada estudante desenha uma figura, ou seja, sugere uma imagem. Em seguida outra pessoa complementa a imagem e assim por diante. O objetivo não é completar os desenhos, mas para mudar sua direção, para transformá-lo. No final teremos uma imagem que pode conter uma história.

Os alunos do 5º ano C do turno matutino da Escola Municipal Lázara Maria da Costa produziram uma imagem e produziram os seus textos. Segue abaixo a imagem feita pelos alunos e dois  textos selecionados.

WhatsApp Image 2022-11-02 at 16.52.05.jpeg

O CAVALO E A MENINA

Andressa Emily Ferreira de Sousa - 5º  ano C matutino

Escola Municipal Lázara Maria da Costa (Goianira - GO)

Orientado pelo Professor: Leonarlley Rodrigo Silva Barbosa

Era uma vez uma menina que gostava muito de cavalo, mas a família dela não tinha condições de comprar um. Chegando o aniversário dela o pai tinha juntado dinheiro para comprar um cavalo para sua filha. Depois dos parabéns o pai falou que ia ali e que já voltava.

O pai chegou com o cavalo e disse: - Vem cá, corre aqui. E a menina viu o cavalo e disse: - Aaaah pai, eu te amo muito. Obrigado, você é o melhor pai do mundo. E ela chorou de felicidade.

O pai pegou a menina e começou a ensinar a andar a cavalo e, ela aprendeu e ficou andando pela cidade toda até a noite.

Foi embora para sua casa, guardou o cavalo e foi dormir. Quando acordou foi ver o cavalo, só que choveu a noite toda e não tinha nada para protegê-lo e ficou todo molhado, mas  ela não podia fazer nada por que ele ia morrer e ela ficou bem triste, pois ele ficou doente por culpa dela. Ela voltou para o seu quarto e chorou muito.

O ESPANTALHO AMALDIÇOADO 

Carla Eduarda Moreira da Silva 5º  ano C matutino

Escola Municipal Lázara Maria da Costa (Goianira - GO)

Orientado pelo Professor: Leonarlley Rodrigo Silva Barbosa

 

É uma noite normal em um milharal abandonado que tinha um espantalho amaldiçoado que ele estava lá a quase 20 anos.

A maldição que ele recebeu foi que a cada dia ele acrescentaria alguma coisa nele.

Bem, no primeiro dia foi bem tranquilo porque o que acrescentou nele foi uma máscara preta que assustou as pessoas que passavam por ali. No segundo dia as coisas começaram a piorar por que o que acrescentou agora foram dois chifres de touro que no caso eram enormes. No terceiro dia cresceram braços de galhos que não eram muito grandes.

No quarto dia cresceram folhas e em cada galho formaram asas. No quinto dia misteriosamente nasceu uma boca, mas não era uma boca normal, era uma boca cortada bem deformada já estava ficando bem assustador. No sexto dia cresceram orelhas de duende bem grandes. No sétimo e último dia cresceu um rabo gigante, na verdade, muito grande, mas não era um rabo normal. Esse rabo tinha muitos espinhos que machucava qualquer um que encostasse ali.

No final do dia a maldição acabou e tudo voltou ao normal e o espantalho voltou a ser um espantalho. FIM.

INSPIRADO EM DUAS DÚZIAS DE COISINHAS À TOA QUE DEIXAM A GENTE FELIZ

DE OTÁVIO ROTH

OFICINA: DUAS DÚZIAS DE COISINHAS À TOA QUE DEIXAM A GENTE FELIZ

REALIZAÇÃO:2º ANO B E 4º ANO

ORIENTAÇÃO: MARIA ALICE CARVALHO

PIPOESIA 2022

NA ESCOLA

DESLIZAR NO CORREDOR

JOGAR FUTEBOL COM LATINHA

IR NO RONE

BRINCAR COM OS AMIGOS

RECREIO ESTENDIDO

PASSEAR FORA DA ESCOLA

ESCORREGAR NO MORRO DA MORTE

CAMINHAR PRA BIBLIOTECA

FICAR SENTADO NA TORRE DO PARQUINHO

BRINCAR NA CASINHA

BALANÇAR NO PARQUINHO

ESCREVER NO QUADRO

CORRER NO CORREDOR

ANDAR DESCALÇO

DEITAR NA MESINHA

VER OS MACAQUINHOS

SUBIR NAS ÁRVORES

TROCAR CARTINHAS

CONVERSAR NA SALA DE AULA

CHUPAR GELADINHO DO RONE

OUVIR OS PASSARINHOS

VER O CARRINHO DO LANCHE CHEGANDO

FICAR NA ESCOLA ATÉ MAIS TARDE

IR PRA CASA.

VÁ(LER)

João Carlos Galdino da Silva

5º ano C - Matutino

Escola Municipal Lázara Maria da Costa (Goianira - GO)

Orientado pelo Professor: Leonarlley Rodrigo Silva Barbosa

Hoje irei falar um pouco do filme do filme "O Garoto" (The Kid) produzido no ano de 1921. Pelo ano do filme ele parece ser ruim, mas quando você vai ver é bem engraçado. Eu mesmo dei muitas gargalhadas.

O filme é sobre um garoto que foi abandonado por sua mãe e foi encontrado por um homem bom e engraçado que usava um chápeu, uma camisa preta e calça longa. Ele é muito engraçado. Você precisa ver esse filme.

WhatsApp Image 2022-10-23 at 20.05.57.jpeg
download.jpg

DICAS DO FOLHINHA

Assista ao filme "O Garoto" (The Kid - 1921)

QUEM CONHECE OS GATOS DO VOVÔ?


Quem não conhece ainda pode conhecer. Este é o convite da escritora Denise Fleury e da ilustradora Lilian Goulart. São nove os gatos do vovô que mora só. Para buscar companhia ele sai pelas ruas chamando seus companheiros: Filomena (filó), é a pretinha que ama música; Tina é valente; Nicolau é malandro, galante sedutor; Adolfo gosta de comida e vida boa; Gabi tem passos sossegados; Josefina (Zefa) era solitária até conhecer o vovó; Felício é arisco e genioso, além de teimoso; Fred é belo e fiel companheiro; Frida é cheia de graça. E assim o vovó vive em seu “apertamento” em companhia de seus bichanos.


Essa foi a história que as crianças da Educação Infantil e do Ensino Fundamental 1 teve o prazer de conhecer no dia 16 de julho de no Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação, com a presença da escritora e com cantação de histórias… pura delícia.

WhatsApp Image 2022-10-23 at 19.28.53.jpeg
WhatsApp Image 2022-10-23 at 19.28.52.jpeg

HORTA ESCOLAR

Com o intuito de desenvolver os projetos institucionais sobre alimentação saudável e reciclagem, resolvemos fazer uma horta na escola com a participação de alunos e comunidade escolar

Prof. Juliane Maranhão turma 4º ano A

Prof. Mísia turma 3º ano A

Escola Municipal José Juvenil Soares (Goianira - GO).

EXPOSIÇÃO: ''O QUE COMEMORAR NO BICENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA?

A exposição ''O que comemorar no Bicentenário da Independência?'' reúne documentos históricos do século XIX e da atualidade e se constitui em um convite ao público para refletir de forma crítica sobre o bicentenário da independência do Brasil, comemorado no dia 07 de setembro de 2022.

A exposição apresenta e discute, em uma perspectiva histórica, temas como o extermíno dos povos indígenas, a situação da população negra, a participação das mulheres na política, a fome e a intolerância religiosa, entre outras, levando o público a seguinte questão:  "Somos de fato um país independente?''

Os documentos históricos aqui apresentados foram debatidos em sala de aula, gerando um conjunto de reflexões e discussões com os alunos e alunas do 6º Ano B da Segunda Fase do Ensino Fundamental, responsáveis pelas análises que acompanham o material selecionado.

Esperamos que a exposição ''O que comemorar no Bicentenário da Independência?'' traga reflexões para alunos, alunas, professores, professoras, servidores em geral, estagiários e visitantes do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (CEPAE-UFG) e que possam lançar olhares diferentes sobre a data, com o objetivo de refletir sobre os diversos sentidos da independência e liberdade que ainda precisam ser realizados no processo de construção do país.

Curadoria: Profª. Giovanna Aparecida Schittini dos Santos

Produção dos Textos: Alunos e Alunas do 6º B da Segunda Fase do Ensino Fundamental (CEPAE-UFG).

PRÁCTICAS PEDAGÓGICAS EN LENGUA ESPAÑOLA

Los estudiantes del 9º año del CEPAE/UFG, realizan diversas actividades durante las clases de lengua española. Realizaron investigaciones durante el primer semestre y participaron de la II Jornada de Iniciación Científica presentando sus temáticas investigativas. El evento fue realizado el 10/09, en el auditorio, con la culminación de las actividades propuestas. Organizaron un mural en conmemoración al Día de San Valentín con tarjetas y deseos de amor y de amistad. 

Professora Fabiana Perpétua Ferreira Fernandes

NUESTRO ESPACIO NOS IDENTIFICA

El proyecto "Nuestro Espacio nos Identifica" busca promover un ambiente para la expresión artística de los estudiantes del 3º año, por medio de la elaboración de murales representativos que dejan sus huellas en las paredes del CEPAE/UFG. 

Organizamos una galería con imágenes de las actividades realizadas durante el proyecto.

Professora Fabiana Perpétua Ferreira Fernandes

QUEM FEZ ESTA EDIÇÃO:

Maria Alice de Sousa Carvalho Rocha, Leonarlley Rodrigo Silva Barbosa, Juliane Maranhão, Giovana Alves Nogueira, Neisi Maria da Guia Silva, Gustavo da Silva Borba, Fabiana Perpétua Ferreira Fernandes.