Vol. 11, Nº 47, Dezembro/2020

AOS LEITORES

Com imensa alegria e esperança lançamos esta edição. Um motivo para esses sentimentos é a possibilidade de estarmos mais próximos da vacina, uma proteção a mais contra o Coronavírus. Mais de 1 milhão de pessoas já foram vacinadas no mundo inteiro e agora esperamos nossa vez. Que seja o mais breve possível! Enquanto isso, continuemos com os cuidados necessários, não é? Ainda distantes fisicamente da escola, mas aprendendo muito a lidar com os limites que a pandemia trouxe. O Folhinha tem colaborado muito e nesta edição traz leitura, contação de história, desenho, carta e muito mais! Outro motivo é a participação de nossas colaboradoras Liv e Ana Luiza no concurso literário que rendeu um livro bem interessante! Parabéns, meninas! Aproveite e até a próxima edição!   

CANTINHO DA LEITURA

José Paulo Paes sempre nos convida a fazer poemas, não é? Pois é, abaixo estão alguns que aceitaram seu convite, após lerem o Ficção Científica.

Ficção científica

 Depois de uma viagem 

Pelo espaço sideral, 

O astronauta chegou 

Ao seu destino final: 

Um planeta diferente 

Cujo em cima ficava embaixo

 E o atrás ficava na frente. 

Um planeta tão estranho 

Que a sujeira era limpa 

E a água tomava banho

 Um planeta mesmo louco 

 Onde o muito era nada 

E o tudo muito pouco 

Um planeta dos mais raros 

O seu ouro era de graça, 

O lixo custava caro. 

O astronauta não gostou 

E foi-se embora. 

Quando pensou estar muito longe

 Viu-se outra vez chegando 

Num planeta onde, aliás, 

O embaixo ficava em cima

 E a frente ficava por trás…  

Kamilly Vitória - 2º A

O astronauta não gostou

E foi-se embora. Quando

Pensou estar muito longe,

Viu-se outra vez chegando

Num planeta onde tinha

Uma pedra amarela e rara,

Ela era diferente por ser

Rosa e ficava de cabeça para baixo.

Arthur de Matos - 2º A

O astronauta não gostou

E foi-se embora. Quando

Pensou estar muito longe,

Viu-se outra vez chegando

Num planeta desconhecido

Onde os moradores eram diferentes

Todos andavam de cabeça para baixo.

Esse planeta não tinha gravidade,

Tudo flutuava.

Wericky Almeida - 2º B

O astronauta não gostou

E foi-se embora. Quando

Pensou estar muito longe,

Viu-se outra vez chegando

Num lugar diferente.

Não se poderia morar lá não.

Pois deve ter coras e escorpião.

Este não é o planeta Terra não!

Tem muitas loucuras.

Deve ter até dragão.

Voltarei para a Terra sem nem pensar.

Lá tem meus amigos para poder brincar.

Anita de Melo - 2º B

O astronauta não gostou

E foi-se embora. Quando

Pensou estar muito longe,

Viu-se outra vez chegando

Num planeta bizarro.

Ele era verde, o dia era noite

E a noite era dia.

Havia habitantes e eles

Tinham duas bocas.

Bárbara Couto - 2º B

O astronauta não gostou

E foi-se embora. Quando

Pensou estar muito longe,

Viu-se outra vez chegando

Num outro planeta

Onde todos estavam se espantando.

De calor tinha um tantão

Nesse planeta que girava

Em torno do seu vulcão

O astronauta se estranhou

Quando de longe,

Um grande ovo avistou.

O que será que tinha lá dentro?

O astronauta curioso

Ouviu um barulho estranho

Quando percebeu algo glorioso.

Aquele ovo parecia estar rachando.

Uma criatura mística

Estava se mostrando.

O astronauta se encantou

E com ele,

A criatura levou.

Descobriu pelo caminho

que agora já não estava sozinho.

Havia um amigo espertalhão

Que se disfarçou

E não contou ser um dragão.

Profas. orientadoras: Maria Alice de Sousa Carvalho Rocha e Élida Ferreira da Silva

Goiânia - Goiás 

Livro irmão

 Texto escrito por Gabriella Torres, aluna do 5º ano B Cepae/UFG, inspirado na crônica “ Se gente fosse Livro” de Diane Valdez.

Se fosse um feito um livro-irmão, com certeza teria uma capa muito bonita com paisagens de matas e de rios com muitos peixes. Esse livro teria muitas histórias e causos de pescaria. Causos de quando ele pescou uma pirará muito grande e levou mais de duas horas para tirar o peixão de dentro do rio. Teria também a história de quando encontrou em uma de suas viagens uma sucuri, que é uma cobra muito grande, nas margens de um lago na beira do rio Araguaia.

Esse meu irmão é 12 anos mais velho do que eu, um engenheiro recém formado e tem muita paciência comigo para tudo, mas principalmente nas tarefas. Por isso, o meu irmão Rafael daria um ótimo livro-irmão.

Querido Diário,

Hoje eu fiz muitas coisas legais. Desenhei, brinquei e estou estudando! Estou triste, pois estou com saudades dos meus amigos e professores. Estou assistindo bastante TV. Estou triste também porque não podemos fazer festa e nem abraçar as pessoas queridas.

Samuel Ferreira - 2º ano A - Cepae/UFG - Goiânia - Goiás.

Olá Lucas, tudo bem?

 

Você ganhou presente no dia das crianças? Você está brincando muito? Eu estou brincando com minha prima Valentina. Ela só tem 4 anos.

 

Estou com saudades da escola e você também está? Estou te esperando na minha casa. Beijo.

Amanda Costa de Siqueira - 2º ano A - Cepae/UFG - Goiânia - Goiás.

Deixa-me ser uma criança!

Jeovana Farias

Goiânia - Goiás

 

Correr e ralar os meus joelhos.

Pegar o seu batom e rabiscar o seu espelho,

Brincar com brinquedos e esquecer o celular.

Por favor!

Aprenda a me ver como uma criança que precisa de você na liderança.

Esteja atento aos meus passos ensina-me a equilibrar, mas deixe-me respirar...

Quero aprender a andar sozinho, porém sempre ter o seu colinho quando quiser descansar.

Quero subir na árvore, superar os meus medos e sentir que sou capaz de alcançar o primeiro galho.

Mergulhar na piscina e molhar os meus cabelos,

Ser uma criança e fazer muitas lambanças.

 

Deixa-me ser uma criança!

 

Não me põe em uma bolha lá tem muita solidão,

Tem medo, insegurança, fraqueza e tristeza.

Quero aprender a construir o meu caminho para quando eu estiver sozinho

Saber para onde voltar.

Ensina-me o caminho, mas deixa-me andar sozinho sob os cuidados do seu olhar.

 

Deixa-me cair para eu conhecer a dor, andar descalço no chão, tropeçar e levantar.

Queimar a língua na comida quente, tomar gelado e esfriar os dentes,

Trocar as meias e pisar no cadarço,

Mas eu quero mesmo é aprender a fazer o laço,

Se você fizer tudo por mim eu não terei identidade

E a dura realidade é que eu só tenho uma vida.

Ensina-me a vivê-la,

Sob os cuidados do seu olhar de amor.

ENTREVISTA

Criado pela professora Lauriana Paiva, o Concurso Literário da Professora Bela tem como objetivo inspirar jovens escritores a escreverem histórias pelo simples desejo de escrever, como informa a organização do evento. Esse ano ocorreu sua II edição, na qual poderiam se inscrever crianças de 8 a 12 anos de idade que sejam falantes da língua portuguesa, elas deveriam enviar uma história inédita de no máximo 30 linhas. No edital dessa edição (2020), foi proposta a produção de “uma narrativa de aventura a partir do seguinte desafio: o Mundo das Belas Histórias foi invadido por um inimigo invisível que deixou todos os personagens encantados doente. Com o adoecimento dos personagens, suas histórias foram desaparecendo. Professora Bela e seus alunos escritores reuniram-se para salvar as histórias antes que elas sumissem.”

O concurso é dividido em cinco categorias de acordo com a idade do participante. Duas estudantes do nosso Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (CEPAE), Ana Luisa Barros Silva, (categoria III, 10 anos), e Liv de Pellegrinn Antunes (categoria IV, 11 anos), sob orientação da professora encantadora Joyce Oliveira, colaboradora do concurso, participaram e foram anunciadas finalistas. Entramos em contato com as alunas e fizemos algumas perguntas sobre a experiência em participar de tal processo.

Primeiramente, perguntamos o que as motivou a se inscreverem nessa II edição. Ana Luisa, respondeu que contou com a grande motivação de sua mãe enquanto Liv se sentiu inspirada após a professora Joyce divulgar sobre o evento literário, ambas ficaram felizes em poder realizar uma atividade diferente durante a quarentena, visto que conseguiram se distrair com a temática divertida. Logo em seguida, a pergunta foi sobre a experiência de participar do concurso, as estudantes responderam que gostaram muito, e Liv complementa dizendo que a proposta estimula a mente e o pensamento, motivando o participante a escrever por vontade própria, o que ela relata fazer em sua casa. A pergunta seguinte foi relacionada ao processo de escrita da narrativa de aventura, Liv relata que o processo foi muito prazeroso, e com a ajuda de sua mãe, ela revisou e mudou o que precisava, já Ana Luisa, sentiu um pouco de dificuldade em relação ao processo criativo. Quando questionadas sobre o que mais gostaram, Ana Luisa disse que gostou de passar um tempo com sua prima, que também fez parte do concurso, e Liv revela gostar muito de escrever; ambas apreciaram os novos aprendizados. Por fim, Liv disse que o melhor de ter sido uma das finalistas foi ver o texto pronto e mostrar para os familiares. Eles gostaram e assim ela percebeu que fez um bom trabalho. Ana Luísa nem acreditou quando recebeu a notícia, e ficou muito feliz, tanto que a família comemorou com um delicioso churrasco!

Parabenizamos as estudantes pela participação neste projeto de incentivo à escrita e agradecemos pela disponibilidade em responder a entrevista para o Folhinha Aplicada.

CLIQUE AQUI E CONFIRA A NOTÍCIA E O E-BOOK NO SITE DA UFG.

Entrevista realizada por Giovana Alves Nogueira, Isabella Rodovalho Martins (bolsistas) e Neisi Maria da Guia Silva.

DESENHO, MODA E VESTUÁRIO

Olá nome é Paulino Antonio da Silva Moreira, sou professor de Arte do CEPI Professor Genesco Ferreira Bretas, na cidade de Goiânia.  Após o período de férias e com várias inquietações, muitas reflexões e com uma enorme vontade de tornar o projeto de eletiva de arte intitulado: “DESENHO, MODA E VESTUÁRIO” uma realidade.

 

Assim, depois de várias reflexões, uma das inquietações era desenvolver a autonomia e a criatividade dos estudantes, outro questionamento era manter a motivação dos alunos durante esse momento de reclusão social, e foi assim que surgiu a ideia de utilizar o Instagram como recurso para divulgar os melhores trabalhos realizados, desse modo nasceu o @cepigenesco_desenho_moda. (Clique e confira)

 

Por meio de todas essas circunstancias, foi preciso transformar e dar significado a nova dinâmica de ensino/aprendizagem. E quando se criou o perfil para o projeto, analisando e ressignificando tudo o que apreendi na Especialização em Inovação em Mídias Interativas pelo MediaLab que conclui na Universidade Federal de Goiás. Durante o período da pós, utilizamos diversas mídias, conheci muitas ferramentas e recursos que me ajudam no projeto.

 

O REANP – Regime Especial de Atividades Não Presenciais, trouxe a oportunidade de exercitar os conhecimentos adquiridos durante esse percurso. A turma do projeto de eletiva foi o 8º Ano B, com encontros semanais as sextas-feiras no período da tarde, por meio da sala virtual no aplicativo Zoom, a seguir alguns dos desenhos feitos pelos estudantes Angela Xavier Feliciano, Antonio Gabriel Ferreira Melo, Eduarda Mendonca de Sousa, Mariany de Araújo Lopes, sob minha orientação. O projeto tera sua culminância em dezembro quando serão apresentados os resultados obtidos.

Prof. Esp. Paulino Antonio da Silva Moreira

Centro de Ensino em Período Integral Professor Genesco Ferreira Bretas

Goiânia-GO

Eduarda Mendonça de Sousa

Angela Xavier Feliciano

Mariany de Araújo Lopes

Antonio Gabriel Ferreira Melo

TIRINHAS

Gabriella Torres, aluna do 5º ano B - Cepae/UFG - Goiânia -Goiás

Maria Fernanda Cândido Gomes, aluna do 5º ano A - Cepae/UFG - Goiânia -Goiás

Ana Luisa Barros, aluna do 5º ano B - Cepae/UFG - Goiânia -Goiás

DESENHO NO FOLHINHA

Luísa Pereira Rodrigues, 2º ano B - Cepae/UFG, Goiânia-GO.

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA

A COBRA E O GRILO DE GABRIELA BOZANO CONTADA PELA PROFA. NEISI

QUEM FEZ ESTA EDIÇÃO:

Maria Alice de Sousa Carvalho Rocha, Leonarlley Rodrigo Silva Barbosa,  Joycelaine Oliveira, Élida Ferreira da Silva, Neisi Maria da Guia Silva, Giovana Alves Nogueira, Isabella Rodovalho Martins.

folhinhaaplicada@gmail.com   /  Av. Esperança, S/N - Campus Universitário, Goiânia - GO, 74690-900

Diretoria APM 2018-2019 20181221_185945.

PARCEIROS:

  • Facebook Folhinha Aplicada
  • Instagram - Folhinha Aplicada
  • YouTube - Folhinha Aplicada
ISSN 2595-0576

© 2017 por Leonarlley Rodrigo Silva Barbosa. Orgulhosamente criado com Wix.com