Vol. 12, Nº 48, Fevereiro/2021

AOS LEITORES

No momento em que vivemos, ainda com pandemia,  é uma alegria contar com tanta produção interessante.  Esta  edição traz   três livrinhos,  feitos com muita dedicação por seus autores. Apresenta também  exercícios poéticos e relatos muito gostosos e convidativos. Vale a pena conferir, viu? Ainda estamos sem escola presencial, mas aguardamos suas produções!   Fique bem e até a próxima edição!

CANTINHO DA LEITURA

AMIGUINHOS

Rebeca Gomes da Silva - Escola El Shadai - Goiânia-GO.

José Paulo Paes sempre nos convida a fazer poemas, não é? Pois é, abaixo estão alguns que aceitaram seu convite, após lerem o Ficção Científica. (PARTE 2)

Ficção científica

 Depois de uma viagem 

Pelo espaço sideral, 

O astronauta chegou 

Ao seu destino final: 

Um planeta diferente 

Cujo em cima ficava embaixo

 E o atrás ficava na frente. 

Um planeta tão estranho 

Que a sujeira era limpa 

E a água tomava banho

 Um planeta mesmo louco 

 Onde o muito era nada 

E o tudo muito pouco 

Um planeta dos mais raros 

O seu ouro era de graça, 

O lixo custava caro. 

O astronauta não gostou 

E foi-se embora. 

Quando pensou estar muito longe

 Viu-se outra vez chegando 

Num planeta onde, aliás, 

O embaixo ficava em cima

 E a frente ficava por trás…  

Aluno: Lucas Faria - 2º A - Cepae/UFG - Goiânia-GO.

O astronauta não gostou
E foi-se embora. Quando
Pensou estar muito longe,
Viu-se outra vez chegando
Num planeta onde achava subir
E o sol caia!

Aluna: Isadora Baumann - 2º A - Cepae/UFG - Goiânia-GO.

O astronauta não gostou
E foi-se embora. Quando
Pensou estar muito longe,
Viu-se outra vez chegando

Num buraco negro que era branco.
Que sugava e cuspia o astronauta.
Engolido pelo buraco negro que era branco.

Dai de repente um outro astronauta
Veio e ajudou o outro astronauta
A empurrar o planeta do
Buraco negro e branco.
Aí eles chegarão ao lugar do
Planeta e viveram felizes.

Aluna: Geovanna Vianna - 2º A - Cepae/UFG - Goiânia-GO.

O astronauta não gostou
E foi-se embora. Quando
Pensou estar muito longe,
Viu-se outra vez chegando
Num lugar lindo e diferente
Como nunca se viu antes.
Sem ninguém acreditar
E ao menos poder fotografar.
Parecia um sonho que ele
Nunca ia acordar.

Aluna: Naomi Baxi - 2º B - Cepae/UFG - Goiânia-GO.

O astronauta não gostou
E foi-se embora. Quando
Pensou estar muito longe,
Viu-se outra vez chegando
Num imenso escuro sem nem uma estrela!
Mas tinha um asteroide apagando.
E tinha meio buraco negro que não sugava!
E tinha um sol marrom.
O astronauta subiu no sol e dormiu.
O sol desceu e escreveu fim!!

Aluna: Maria Cecilia Duarte - 2º B - Cepae/UFG - Goiânia-GO.

O astronauta não gostou
E foi-se embora. Quando
Pensou estar muito longe,
Viu-se outra vez chegando
Num planeta que tinha uma joaninha.
Ela era muto engraçadinha,
Era bagunceira igual a Gabriela.

Aluno: João Victor Carvalho - 2º B - Cepae/UFG - Goiânia-GO.

O astronauta não gostou
E foi-se embora. Quando
Pensou estar muito longe,
Viu-se outra vez chegando
Num planeta diferente
Onde diamante não valia nada
E a Terra valia tudo.
Um planeta tão esquisito
O calor é frio e o
Frio é calor.
O perto é longe e o
Longe é perto.
Quanto mais se distanciava,
Mas se aproximava.

HAICAIS

Enfrentar a pandemia

é muito mais fácil

com poesia

(Beatriz De Pellegrin e Ana De Pellegrin – 3º A - Cepae/UFG - Goiânia-GO)

 

Gosto de vê tv

mas a tv não me vê

por quê?

(Luiz Miguel Moreira Kurnet - 3º A - Cepae/UFG - Goiânia-GO)

 

Sorvete é bom

o melhor sorvete

é o de bombom

(Antônia Souza Segatto - 3º A - Cepae/UFG - Goiânia-GO)

 

Bate vento na janela

a brisa sopra

 e entra por ela

(Júlia Mesquita Arruda Teixeira - 3º B - Cepae/UFG - Goiânia-GO)

 

Você é meu irmão

mora no meu coração

não paga nenhum tostão

(Lucas Silva Azevedo - 3º B - Cepae/UFG - Goiânia-GO)

 

O sol e a lua

seria possível

um abraçar o outro

(Lucas Arraes Gonçalves - 3º B - Cepae/UFG - Goiânia-GO)

FANZINES

CUIDADO COM A SUA CASA

(Valentina  – 2º A - Cepae/UFG - Goiânia-GO)

A CIDADE GEOMÉTRICA

Luísa Pereira Rodrigues - 2º ano B - Cepae/UFG - Goiânia-GO.

ALIMENTAÇÃO

Na primeira escala de 2020 o 5º Ano do CEPAE investigou diferentes aspectos da alimentação

A Louise, a Maria Eduarda, A Vitória e o Vinícius Joaquim, do 5º Ano do CEPAE, escreveram memórias relacionadas à comida. E você? Quais são as suas memórias e comidas preferidas?

 

LOUISE VITÓRIA FERNANDES

O cheirinho do bolo de fubá, o barulho de pipoca arrebentando, o cheiro do lanche da escola e o churrasco no final de semana, o sabor doce do bolo de chocolate. A comida faz parte da vida de cada um de nós. A comida está sempre presente como: nas comemorações especiais, na casa de algum parente etc. Eu adoro preparar pizzas com minha avó e preparar bolo com a minha mãe. Sempre estará na minha memória o sabor, a textura e a receita de cada um. Comida está na memória e no paladar. Comida está em todo lugar.

MARIA EDUARDA SILVA COSTA

A comida para mim é mais do que ter quer comê-la. Para mim a comida tem lados afetivos como comer em família, comer com os amigos, comer numa festa com música e várias pessoas. Eu também gosto muito de sentir o gosto e cheiro da comida. Muitas comidas marcaram a minha infância, como doces que eu nunca vou esquecer. E de vez em quando eu fico lembrando do cheiro da comida da minha avó.

VITÓRIA TEIXEIRA DE MOURA

Nada melhor do que acordar nos fins de semana e tomar café em família, comendo o maravilhoso bolinho de chuva com canela. No almoço ou no jantar saborear a lasanha do papai. Para se refrescar nada melhor do que o creme de morango da mamãe. Na sobremesa o pudim de leite condensado com raspinha de limão e em qualquer horário gosto de tomar o danete. Tudo isso feito em família é muito mais especial.

VINÍCIUS JOAQUIM BARBOSA

Eu cresci comendo a pizza do meu vô, eu adoro o churrasco do meu vô. É o churrasco mais gostoso que eu já vi. A costela que meu vô faz em dias especiais, a pipoca que nós comemos quando vemos filmes e o arroz delicioso que é uma receita que só minha mãe sabe.

DICAS DO FOLHINHA

O Ministério da Educação – MEC, lançou recentemente o apliativo “Graphogame Brasil” para apoiar as famílias e os educadores na alfabetização das crianças em tempo de isolamento social. O Graphogame é um aplicativo totalmente gratuito, com uso offline e de carater educacional. O jogo envolve uma metodologia voltada para o desenvolvimento da consciência dos sons da língua oral e sua relação com as letras, em ambiente que, além de lúdico, também adaptativo (quanto mais a criança acerta, mais difícil fica o jogo).


Que tal conhecer este aplicativo educativo que tornará mais divertida a sua aprendizagem?
Faça o download pelas plataformas e acesse o manual do jogo.

 

Para mais informações acesse: http://alfabetizacao.mec.gov.br/grapho-game

QUEM FEZ ESTA EDIÇÃO:

Maria Alice de Sousa Carvalho Rocha, Leonarlley Rodrigo Silva Barbosa, Élida Ferreira da Silva, Flávia Pereira Lima, Sirley Aparecida, Beatriz Dourado.

folhinhaaplicada@gmail.com   /  Av. Esperança, S/N - Campus Universitário, Goiânia - GO, 74690-900

Diretoria APM 2018-2019 20181221_185945.

PARCEIROS:

  • Facebook Folhinha Aplicada
  • Instagram - Folhinha Aplicada
  • YouTube - Folhinha Aplicada
ISSN 2595-0576

© 2017 por Leonarlley Rodrigo Silva Barbosa. Orgulhosamente criado com Wix.com