Vol. 11, Nº 46, Outubro/2020

AOS LEITORES

Com alegria, trazemos nesta edição, duas publicações bem interessantes. As novas colaboradoras do Folhinha, a Giovana e a Isabela, prepararam com muita dedicação. A primeira produção, apresenta um estudo sobre as crianças e a pandemia. A segunda, uma proposta de fanzine, um jeito divertido de contar algo para alguém. Vale a pena conferir, viu? Ainda estamos sem escola presencial, mas o Folhinha tem recebido muitas cartinhas, desenhos e até relatos pessoais, como da Amanda, sobre a quarentena. Isso é maravilhoso! E você, o que anda fazendo? Conte para nós, estamos aguardando suas produções! Fiquem bem, feliz Dia das Crianças e até a próxima edição!

CANTINHO DA LEITURA

A Semente da Felicidade

Autora: Ana Júlia Rodrigues da Silva, 10 anos

Projeto Caminhos da Esperança (Camesp)

Cristalândia - Piauí

Se preferir clique no ícone abaixo e baixe este livro em pdf.

Goiânia, 14 de setembro de 2020,

 

Olá querido Diário,

 

Como vai? Eu não vou tão bem. Com essa pandemia parei de ir a escola, porém retomamos as atividades à distância, em algumas atividades eu leio como se tivesse escutando a voz do (ou da) professor que a escreveu, pois estou com muita saudade.

Minha mãe nesta pandemia assinou a Netflix e vi um filme atrás de outro, os três que mais destaquei foram Harry Potter e a Câmara Secreta, Nova geração e Guardian Brothers. E também vi uma série que amei que se chama Naruto.

Querido Diário, parece que as pessoas não perceberam que estamos no meio de uma pandemia. Temos que respeitar o isolamento. Estamos todos dentro de casa por segurança própria e do outro, só que tem gente que não acredita nisso e acaba gerando mais vítimas para a COVID 19 com esse pensamento.

Diário, você sabe a origem da COVID? Ela foi trazida por algum animal do mato. Mesmo assim, não sei se conseguirei não abraçar nenhum dos meus colegas e professores quando as aulas voltarem.

 

Sofia Faleiro, 5º ano A. Cepae/UFG. Goiânia-GO.

ESSA CARTA VAI PARA...

Goiânia, 30 de junho de 2020.

Saudação a todos

Estou com saudade da escola, dos colegas e dos professores.

Tenho brincado muito no quintal com meus irmãos e meus cachorros. Estou lendo o segundo livro da coleção Diário de um Banana. Quero terminar os livros da coleção até o fim da quarentena. Também li 8 livros da coleção Crianças Geniais.

Tenho feito aula de violino pelo computador, uma vez por semana. Também faço tarefas domésticas como: dar comida e água para os cachorros, aguar as plantas e a grama, colocar a mesa, fazer o suco, arrumar a cama.

Também tenho visto muito filme, um dos que eu mais gostei foi o Abominável no Telecine. Não queria que o Covid existisse, espero que tenha uma vacina logo. Tenho medo que eu e os meus familiares e amigos peguem essa doença. Um abraço para todos e espero que nos encontremos de novo em breve.

Se cuidem!

Fiquem em casa

Se sair use máscara!!

Francisco Rocha de Assis, Cepae/UFG, Goiânia-GO.

Goiânia, 10 de setembro de 2020
 
Olá, Naomi! 
Esperamos que você e sua família estejam bem.
Adoramos receber sua carta. Gostamos de saber que leu livros, desenhou e brincou muito, sempre seguindo as orientações de sua família.
Estamos fazendo o mesmo, cuidando de nossa família, estudando e realizando o nosso Ensino Remoto Emergencial.

Que continuemos essa quarentena assim: aprendendo e divertindo. Estamos torcendo para que voltemos com toda a segurança necessária às aulas presenciais! 
Um abraço virtual bem carinhoso e apertado. 

Professores do 2ºano - 2020.

Olá. 
Tudo bem?

Gostaria de dar os parabéns para a Naomi pelo que ela  vem produzindo  na quarentena. 
Aqui de casa eu também estou fazendo muitas coisas legais.
Estou com saudades!

Beijos da Geovana de Souza Gomes  2 B.

 

Nana o seu desenho ficou lindo.

Isadora Purcina Baumann - 2º ano A, Cepae/UFG, Goiânia -GO.

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA

Guaraná com canudinho de Sérgio Capparelli

Profa. Cleidna Landivar, Cepae/UFG, Goiânia - GO.

PESQUISA APLICADA

Casos de Covid-19 em crianças e adolescentes no Brasil

Giovana Alves Nogueira

Isabella Rodovalho Martins

 

Um estudo feito com 6 mil dos 676 mil estudantes da rede municipal de ensino de São Paulo averiguou que crianças e adolescentes entre 4 a 14 anos tiveram contato com o novo coronavírus, resultando em 16,1% infectados. Dentre esses jovens, 64,4% dos casos foram assintomáticos, ou seja, não desenvolveram os sintomas do vírus – o que torna a situação  ainda mais alarmante, visto que, de acordo com o estudo, 25,9% dos estudantes da rede municipal possui contato com pessoas com mais de 60 anos, grupo considerado de risco para a Covid-19.

Conforme esses resultados, o prefeito Bruno Covas alega que não será possível o retorno às aulas no mês de setembro, dado que “É muito mais complicado manter o distanciamento social dentro da sala de aula, dentro da escola, do que em bares restaurantes e outros estabelecimentos já autorizados ao retorno”. Ele enfatiza que, nessa situação, a volta às aulas representaria um facilitador de disseminação e ampliação da doença na cidade.

Já em Goiás, o subprojeto “Tendinha” composto pelas equipes da Faculdade de Enfermagem (FEN) e do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina (FM) da Universidade Federal de Goiás (UFG), divulga os primeiros resultados de testes feitos com 207 crianças e adolescentes entre 5 a 19 anos de idade, estes sendo filhos ou contactantes de profissionais da saúde e da segurança pública que testaram positivo para o Covid-19. O resultado foi positivo em 37% dos casos, sendo que dos que deram positivo, 40% são assintomáticos, aumentando, assim, a chance de transmissão do vírus para os adultos e idosos de sua convivência, cujo o risco de letalidade é maior.

No mês de agosto, o estado de Goiás contou com 8.553 casos confirmados em menores de 19 anos, sendo 1.850 casos na capital Goiânia. De acordo com estudos recentes, crianças e adolescentes apresentam sintomas variados, porém, os mais recorrentes são: “infecção aguda do trato respiratório superior como febre, tosse, dor de garganta, rinorreia (coriza), congestão nasal, falta de ar, além de sintomas não respiratórios, como manifestações gastrointestinais. Eventualmente alguns pacientes podem progredir para formas graves e óbito.”

Desse modo, ao visualizar os estudos e pesquisas recentes, é primordial darmos relevância à incidência da Covid-19 em crianças e adolescentes, tendo em vista que estes estão sempre em contato com adultos e idosos, o que torna as chances de disseminação do vírus ainda maiores. Projetos como o da “Tendinha” são grandes colaboradores para a luta da monitoração e erradicação do novo coronavírus.

 

Fontes: https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-08/covid-19-16-dos-alunos-da-rede-municipal-paulistana-foram-infectados

https://noticias.r7.com/sao-paulo/prefeitura-de-sp-faz-pesquisa-com-alunos-de-4-a-14-anos-sobre-covid-19-04092020?amp

https://www.ufg.br/n/132878-37-dos-pacientes-pediatricos-da-tendinha-ufg-tem-covid-19

MÃOS À OBRA

Você sabe o que é um fanzine?

Giovana Alves Nogueira

Isabella Rodovalho Martins

Fanzine (junção de fã + magazine) é uma forma de se expressar artisticamente focado em um tema que pode ser absolutamente qualquer coisa legal que você tenha interesse. Em suma, um fanzine é um livrinho criativo em que a imaginação reina – você pode fazer recortes, pinturas, desenhos, etc; todo tipo de arte é válido e bem-vindo e quanto mais colorido melhor!

 

Atividade: Fanzine em Família

Fonte: https://makezine.com/2010/07/29/how-to_zine-making_for_kids/

A atividade que vamos propor tem como tema a família. Faça um fanzine sobre a sua família: quantas pessoas têm na sua? Você tem algum bichinho de estimação? Recomendamos que você determine uma folha de seu fanzine para cada membro e destaque as coisas que ele mais gosta, como: sua cor favorita, seu animal preferido, a comida que ele mais gosta e por aí vai, no intuito de ter um fanzine colorida e rica em detalhes. Peça ajuda de um adulto para fazer essa atividade com você!

 

Para fazer essa atividade, vamos precisar de:

Materiais

  1. Tesoura

  2. Cola branca

  3. Folhas Brancas A4 (a quantidade vai depender de quantas pessoas têm na sua família)

  4. Grampeador

  5. Revistas velhas

  6. Materiais para desenho como lápis de cor, giz de cera, canetas, marcadores, etc.

  7. Computador

  8. Impressora

 

Como fazer:

            Com as folhas A4 juntas, dobre-as ao meio (quanto mais retinho, melhor) e grampeie rente à linha delimitada da dobra, como mostram as imagens a seguir:

 

Fonte: https://makezine.com/2010/07/29/how-to_zine-making_for_kids/

Com isso, você já vai ter a base do seu livrinho, restando agora a parte mais divertida: criar! Com seus materiais de colorir, recortar e colar, juntamente com revistas e jornais que você tiver em casa (se não tiver também, não tem problema), faça as páginas do seu livrinho do jeito recomendando lá em cima e se sinta livre em decorar como quiser. Ao finalizar, não esqueça de fazer uma capa bem bonita para o seu zine!

FALA LEITOR

Relato sobre a quarentena

Amanda Costa de Siqueira, 2º ano , Cepae/UFG, Goiânia-GO.

CULTURA CORPORAL

Educação Física e Filosofia: Experiências não presenciais em tempos de CoVID-19

 

Diante do cenário expansivo do Corona Vírus (CoVID-19) as escolas goianienses suspenderam suas atividades presenciais, ou seja, professores, alunos e coordenadores foram para suas casas resguardar suas famílias. Mas e as aulas, onde ficam nessa história? Este está sendo um desafio para os professores e escolas que estão buscando inúmeras estratégias para continuar exercendo seu ofício e papel social. Desse modo, temos aqui um relato de atividade não presencial para compartilhar com nossos pares, que assim como nós estão buscando ideais para o ensino nesse tempo de pandemia. 

A Educação Física e a Filosofia da Interschool Brasil buscaram nos desdobramentos sociais um eixo norteador para uma reflexão pedagógica. Muitas das grandes competições esportivas, a nível mundial, paralizaram devido à crise do CoVID-19, por exemplo a suspensão da temporada da NBA, após a testagem de um atleta  dado positivo e exposto para o mundo que o corona vírus pode trazer sequelas de grande proporção para quem é contaminado, como complicações cardiorrespiratórias. Porém, algumas competições do próprio Brasil insistem em persistir, como o Campeonato Acreano de futebol.

Nesse enredo, vimos a necessidade de ampliar a visão e criticidade de nossos alunos do Fundamental II. A Educação Física explicou por videoaulas a diferença do esporte de participação (lazer), educacional (pedagógico/formação) e de rendimento (profissional). Neste último, destacamos como a pandemia impacta a indústria do entretenimento e a mídia.

Daí então surge uma discussão ética em potencial, encabeçada pelas videoaulas da filosofia, pois de um lado as competições são obrigadas a recuar, racionalizando os lucros e por outro preservando os seus atletas e público que frequenta os estádios, arenas, quadras, entre outros. E para vocês, qual é a medida correta para o esporte de rendimento tomar nesse momento?

 

Regina Queiroz (Educação Física – Interschool Brasil)

Débora Menezes (Filosofia – Interschool Brasil)

Leonardo Andrade (Coordenador Pedagógico – Interschool Brasil)

DESENHO DO FOLHINHA

Miguel José da Silva, Mambaí-GO.

Verena Purcina Baumann, Grupo Jacaré, Dei/UFG, Goiânia-GO.

Isadora Purcina Baumann, 2º ano A, Cepae/UFG, Goiânia-GO.

DICAS DO FOLHINHA

Vamos brincar de 5 Marias? Cinco-marias, pipoquinha ou belisco, é um jogo também conhecido como "brincadeira dos cinco saquinhos", ou "das cinco pedrinhas", que devem ter tamanhos aproximados.

FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL (FICI)

Um presente especial para as crianças: o Festival Internacional de Cinema Infantil.

Entre os dias 09 e 02 de novembro você está convidado a assistir mais de 90 filmes! Nesses dias acontece o Festival Internacional de Cinema Infantil, o XVIII Fici, totalmente on-line. Uma maravilha, heim?

Convide seus familiares e juntinhos, em casa, podem curtir a vontade.

Fique de olho no site dele: www.fici.com.br

Lá também você encontrará os melhores filmes das edições anteriores. Quem frequenta o Sessão Corujinha conhece alguns deles, mas tem outros para assistir. O site é https://www.fici.com.br/filmoteca

Aproveite!

QUEM FEZ ESTA EDIÇÃO:

Maria Alice de Sousa Carvalho Rocha, Leonarlley Rodrigo Silva Barbosa,  Joycelaine Oliveira, Andrea Alves da Silva Souza, Giovana Alves Nogueira, Isabella Rodoavalho Martins, Cleidna Landivar, Sirlene de Oliveira, Leonardo Andrade, Regina Queiroz, Débora Menezes, Neise Maria.

folhinhaaplicada@gmail.com   /  Av. Esperança, S/N - Campus Universitário, Goiânia - GO, 74690-900

Diretoria APM 2018-2019 20181221_185945.

PARCEIROS:

  • Facebook Folhinha Aplicada
  • Instagram - Folhinha Aplicada
  • YouTube - Folhinha Aplicada
ISSN 2595-0576

© 2017 por Leonarlley Rodrigo Silva Barbosa. Orgulhosamente criado com Wix.com